Lúcio

 

  

Nome científico: Esox lucius

Nomes comuns: Lúcio

Ordem: Esociformes

Familia: Esocidae


Morfologia

O lúcio pode atingir grandes dimensões, apresenta um corpo alongado, com focinho comprido e achatado. A boca é grande. A barbatana dorsal é oposta à anal e muito posterior. Cor verde ou esverdeada com manchas amarelas.

Tamanho máximo (cm) – 150

 
Época de reprodução

Douro (Espanha): Janeiro a Abril


Habitat  

O lúcio vive em zonas remansas com correntes baixas e vegetação abundante. Ocorre nas zonas litorais das barragens e em zonas muito profundas dos rios.

 

Alimentação

O lúcio é uma espécie carnívora predadora que muda progressivamente de invertebrados para vertebrados de acordo com o seu tamanho. Os indivíduos menores que 20 cm ingerem principalmente efemerópteros, gambusias, larvas de dipteros, odonatas, isópodes, anfípodes, cladóceros, coleópteros, plecópteros e verdemãs. Os peixes maiores que 20 cm comem, sobretudo peixes, nomeadamente gambusias, bogas, achigã, escalos, barbos e carpas, ocasionalmente também se alimentam de lagostim-de-água-doce e anfíbios.


Tamanho mínimo de captura - 0

Período de pesca - Todo o ano


Localizações em Portugal

 

Encontra-se nos Açores, no rio Cávado, Douro, Guadiana e Tejo e também nas barragens de Azibo, Bemposta, Caia e Lamas de Olo

Autoria - Luís Manuel Lopes, 2017